Financiamento estudantil no Bradesco e Banco Itaú

Saiba o que é financiamento estudantil no Brasil e as opções existentes em bancos comerciais como o Bradesco e Itaú. Saiba também sobre o FIES que é uma modalidade do governo federal e administrado pela Caixa e Banco do Brasil.

» Página Inicial

Cursar o Ensino Superior nunca se tornou tão fácil como hoje em dia. Antigamente, as pessoas tinham mais dificuldades em ingressar no curso de uma faculdade ou universidade desejada, mas hoje, através dos financiamentos estudantis tudo se tornou menos descomplicado e seguro para realizar seus sonhos.

O que é financiamento estudantil?

De início é importante que você entenda o que significa o financiamento. Realizar uma operação de financiamento, nada mais é do que o auxílio que uma instituição financeira ou bancária oferece ao seus clientes.

Diferentemente do empréstimo, você terá de seguir à risca o combinado feito. Você e a instituição irão firmar um contrato, nele irá constar a finalidade com a qual você vai utilizar o valor recebido.

Sendo assim, após realizar um acordo junto da instituição financeira, você pode optar por receber o valor e investi-lo em seus estudos. O que acaba sendo um financiamento estudantil. Conheça os dois bancos que trabalham com esse tipo de financiamento.

Financiamento estudantil

Financiamento estudantil Bradesco

O Bradesco é dos um grandes bancos que fornecem suporte aos estudantes. Você que pretende iniciar os seus estudos e possui conta corrente neste banco, pode solicitar o financiamento estudantil. Vale lembrar que é oferecido a pessoas maiores de dezoito anos e precisa estar de acordo com os pré requisitos solicitados pela agência. O crédito do Bradesco pode ser utilizado para fazer a matrícula, porém se houver reprova o crédito não irá cobrir.

Financiamento estudantil Itaú

O programa do financiamento estudantil do Itaú é conhecido como PraValer. Assim como o do Bradesco, a instituição irá proporcionar recursos para que os estudantes possam concluir seus cursos. Entretanto, para conseguir este crédito você terá que ter um fiador.

Quem pode solicitar? Quais documentos precisa?

Pessoas que podem solicitar, são aquelas já tem a matrícula em alguma instituição de Ensino Superior. Essas instituições devem ser privadas. Isto porque você terá de levar um comprovante de matrícula, junto de documentos pessoais como: comprovante de residência, CPF e identidade com foto. Caso esteja faltando, você pode pedir uma relação de documentos para a agência.

Demais informações

A vantagem dos financiamentos privados que ocorrem junto ao Bradesco e Itaú, é que eles são mais fáceis de conseguir, já o financiamento oferecido pelo Governo Federal, o FIES, possui taxas de juros bem mais em conta. Vale a pena conferir todos e escolher o que mais se encaixa com sua situação.

O FIES no entanto passou a ter restrições no crédito oferecido, isto é, como o governo limitou os recursos destinados ao programa, muita gente que tenta conseguir o financiamento não consegue pois não há dinheiro suficiente para atender toda a demanda.

Um financiamento estudantil, como o Fies interfere para quem quer financiar a casa própria?

O FIES é o financiamento estudantil, a compra da sua casa própria demandará um financiamento habitacional, portanto são produtos diferentes, embora oferecido provavelmente pelo mesmo banco, no caso a Caixa Econômica Federal. O fato de você ter um financiamento com o FIES não impede de obter outro financiamento como é o caso de imóveis, mas o que poderá acontecer é que o banco deverá analisar a sua situação atual visando sua capacidade de pagamento para poder liberar o segundo empréstimo.

Então de certa forma um não atrapalha no outro, mas você precisará comprovar para Caixa ou para o banco financiador que tem capacidade de pagamento de pagar os dois. No caso do financiamento de imóveis você pode compor ainda a renda com outras pessoas da sua família e assim melhorar bastante a capacidade de pagamento, isto ajudaria muito para aprovação do seu financiamento. Contudo as regras e condições sempre são estabelecidas pela Caixa e portanto não podemos afirmar com certeza se eles aprovarão ou não, mas como explicado é perfeitamente possível ter dos dois se basicamente irá dependerá da sua capacidade de pagamento a aprovação do financiamento habitacional.

Vale a pena fazer o FIES?

Para quem não pode pagar uma faculdade particular e não conseguiu entrar em uma faculdade pública o FIES é uma alternativa para financiar o curso superior. Mas será que vale a pena fazer esse financiamento estudantil? Quais as vantagens dele?

O financiamento estudantil do FIES é uma das melhores alternativas m termos de financiamento no país, isto se levarmos em conta as características do financiamento que tem uma taxa de juros incrivelmente baixa para o padrão do Brasil e a possibilidade de começar a pagar o FIES 18 meses após a conclusão do curso.

Taxa de juros

O FIES projeta uma taxa de juros anual muito baixa. É uma taxa de juros muito baixa, o que significa que quando começar a pagar o FIES o valor usado não terá subido tanto. Acho que vale a pena também pelo fato de você começar a pagar o financiamento apenas 18 meses após ter concluído o curso, ou seja, é tempo suficiente para a pessoa arrumar um emprego e se estabilizar.

Simulação

Fiz uma simulação baseado no curso de administração da minha filha, tá certo que já faz alguns anos, que pagava aproximadamente R$ 460,00 por mês de mensalidade naquela época e 8 semestres de curso. Mesmo depois de 4 anos de curso e de mais 1 ano e meio de carência o valor da prestação do FIES seria de R$ 196,00. Por essas e outras eu acredito que vale a pena fazer o FIES quando a pessoa não puder pagar a mensalidade do seu curso superior.

Para conhecer o FIES, fazer uma simulação de acordo com seu curso e fazer a inscrição, acesse o site: https://portalfies.mec.gov.br


Veja também: