ConhecimentoGeral

// Definição, referências, fotos e vídeos de termos e assuntos de conhecimento geral //


Frederico VIII da Dinamarca: Informações, fotos e vídeos


Frederico VIII (Copenhage, 3 de junho de 1843 — Hamburgo, 14 de maio de 1912) foi o Rei da Dinamarca de 1906 até sua morte. Era o filho mais velho do rei Cristiano IX e sua esposa a rainha Luísa de Hesse-Cassel.

Primeiros anos

Frederico nasceu a 3 de Junho de 1843 no Palácio Amarelo em Copenhaga, como príncipe Frederico de Schleswig-Holstein-Sonderburg-Glücksburg, uma linha secundária da Casa de Oldemburgo, que descendia do rei Cristiano III da Dinamarca e da qual originavam oito gerações de duques não-governantes dos ducados de Schleswig-Holstein, incluindo o avô de Frederico. Os pais de Frederico eram o príncipe Cristiano de Eslésvico-Holsácia-Sonderburgo-Glucksburgo e a princesa Luísa de Hesse-Cassel.

Em 1853, o seu pai foi escolhido para herdeiro presumível do trono da Dinamarca, graças à sua esposa, a princesa Luísa de Hesse-Cassel, que era parente próxima do último rei da Dinamarca da linha masculina de Oldemburgo (os restantes herdeiros da Casa de Hesse renunciaram aos seus direitos para que Luísa e o marido pudessem suceder ao trono). Assim, só em 1853, aos dez anos de idade, é que Frederico se tornou príncipe da Dinamarca.

Depois da sua cerimónia de confirmação em 1860, Frederico começou a sua educação militar. Em 1863, foi enviado para a Universidade de Oxford para completar os seus estudos, mas quando o pai sucedeu ao trono da Dinamarca em Novembro desse mesmo ano, Frederico tornou-se príncipe-herdeiro e teve de regressar ao seu país natal.

Como príncipe-herdeiro da Dinamarca, recebeu um lugar no Conselho de Estado e, mais tarde, começou a ajudar o pai nos deveres do governo.

Em 1864, participou formalmente na Segunda Guerra de Schleswig contra a Áustria e a Prússia.

Casamento

Luísa de Hesse queria que o seu filho mais velho se casasse tão bem como as suas duas filhas mais velhas, Alexandra (que se casou com o herdeiro da coroa britânica) e Dagmar (que se casou com o herdeiro da coroa russa). A rainha Vitória ainda tinha duas filhas solteiras, a princesa Helena e a princesa Luísa, e a mãe de Frederico tentou casá-lo com uma delas. No entanto, a rainha britânica não queria que as suas filhas se casassem com herdeiros a coroas estrangeiras, uma vez que tal as obrigaria a sair do país. A rainha Vitória tinha preferência por príncipes alemães que se pudessem mudar para o Reino Unido. Além disso, a rainha sempre tinha sido pró-alemã e formar outra aliança matrimonial com a Dinamarca não estava nos seus planos.

Em Julho de 1868, Frederico ficou noivo da princesa Luísa da Suécia, a filha de dezassete anos do rei Carlos XV da Suécia e IV da Noruega. A família da princesa Luísa tinha relações de parentesco próximas com a família de Napoleão Bonaparte. Ela pertencia à dinastia Bernadotte, que reinava na Suécia desde 1818, altura em que o seu fundador, Jean-Baptiste Bernadotte, um dos generais de Napoleão, que tinha sido eleito príncipe-herdeiro da Suécia em 1810, subiu ao trono como Carlos XIV. O novo rei casou-se com Désirée Clary, uma antiga noiva do imperador francês. O filho de Carlos XIV, o rei Óscar I da Suécia, casou-se com a princesa Josefina de Leuchtenberg, uma neta da primeira esposa de Napoleão, a imperatriz Josefina. O rei Óscar I e a rainha Josefina eram avós paternos de Luísa.

O casamento foi sugerido como uma forma de criar uma amizade entre a Dinamarca e a Suécia. Os dois países encontravam-se numa situação tensa depois de a Suécia não ter ajudado a Dinamarca durante a guerra contra a Prússia e a Áustria em 1864. Frederico e Luísa conheceram-se em 1862, mas só em 1868 é que Frederico foi convidado a visitar a Suécia para conhecer melhor Luísa, um encontro que foi descrito como um sucesso. Os dois ficaram noivos nesse mesmo ano. Luísa foi a primeira princesa da Suécia a casar-se com um membro da casa real da Dinamarca desde a Idade Média e o casamento foi visto como um símbolo da nova união escandinava.

O príncipe-herdeiro Frederico e a princesa Luísa da Suécia casaram-se no Palácio Real, em Estocolmo, no dia 28 de Julho de 1869. O casal passou a viver no Palácio de Amalienborg, em Copenhaga, e passava os seus verões no Palácio de Charlottenlund, a norte da cidade. Tiveram quatro filhos e quatro filhas, apesar de o casamento não ter sido particularmente feliz nem ter o efeito esperado na relação entre os dois países.

Fonte e artigo completo: Wikipedia (CC-BY)







 

2023 | ConhecimentoGeral
Disponibilizado nos termos da licença Creative Commons: Atribuição - Compartilhada Igual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0)

Tempo de execução: 0.02 segundos