Microeconomia e macroeconomia. Agentes econômicos, divisão e mais

Perguntas e respostas sobre o que é microeconomia e macroeconomia e como elas são divididas. Quais são os agentes econômicos e políticas econômicas. Veja quais os conceitos envolvidos.

» Página Inicial

 O que é microeconomia?

De maneira geral, podemos dizer que a teoria econômica ou a economia propriamente dita se divide em duas grandes áreas, a microeconomia e a macroeconomia.

A microeconomia é uma parte das ciências econômicas que, está preocupada em estudar o fenômeno da formação dos preços. Ela é também conhecida como teoria dos preços, porque ela está preocupada justamente, em estudar isso, portanto, a análise microeconômica é preocupada com a formação dos preços e também dos chamados fatores de produção, como aluguéis, salários, margens de lucro, etc. Os agentes econômicos estudados em microeconomia são os produtores, que, são todos aqueles que produzem algum bem e os agentes consumidores, que, são responsáveis pela demanda.

Macroeconomia e microeconomia

Ela analisa mercados específicos?

Sim. A microeconomia não analisa o conjunto da economia mas, sim, mercados específicos como por exemplo o mercado de açúcar, mercado de camisetas, mercado de automóveis,

O que diz o conceito de Coeteris paribus?

Coeteris paribus é um conceito em latim que significa “todo o mais é consistente”. Ou seja, quando analisamos mercados específicos, as variáveis a serem consideradas são, oferta e demanda. Todas as outras variáveis que implicam em uma diferenciação do preço de um produto ou da disponibilidade dele não será considerada. Ela sempre será considerada como permanecer o mesmo.

O que é o conceito princípio da racionalidade?

O conceito de Princípio da racionalidade diz que, todo agente produtor vai sempre procurar maximizar os lucros. Então se ele puder lucrar mais, ele vai buscar essa maneira de lucrar mais.

O que é macroeconomia?

A macroeconomia é a parte da economia que focaliza o comportamento de todo o sistema econômico. Assim como seu nome diz “Macro”, se refere a uma coisa grande, potente.

O objetivo principal do estudo da macroeconomia dentro da ciência econômica é como se estuda as relações entre os grandes agregados estatísticos. Estes grandes agregados estatísticos podem ser por exemplo os níveis de desemprego, a renda nacional, a poupança, os investimentos totais, etc, tudo em termos macros. Logo está ligada a políticas econômicas.

Ela é um desdobramento do estudo das ciências econômicas e é responsável por analisar e determinar padrões, de forma geral, da economia nacional. São analisados diversos fatores. Entre eles estão; taxas de desemprego, rendas e produtos, níveis de preços, moedas, taxas de juros, entre outros.

Através dela, os estudiosos têm, como objetivo, aumentar as taxas de cidadãos empregados, distribuição mais igualitária de rendas, crescer os números da economia, estabilizar valores e solucionar crises emergenciais. É importante, para a macroeconomia, o rápido crescimento dos produtos e do consumo, além da redução da inflação.

A macroeconomia é subdividida em alguns mercados. São eles:

Os principais agregados ao estudo da macroeconomia são:

O que são políticas econômicas?

Politica econômica pode ser definida como um conjunto de medidas tomadas pelo governo para atuar na influencia de mecanismos de produção e consumo de bens e serviços. Os tipos de politicas econômicas são: monetária, cambial, de crédito e fiscal.

Quais são os agentes econômicos?

Considera-se como agentes econômicos,  as famílias, empresas e os governos. Cada um desses tem um papel fundamental na análise do todo, afinal, as famílias são a base da demanda econômica, as empresas são teoricamente as produtoras os processadoras dos recursos naturais e artificiais que suprirão esta demanda. Os governos agem como reguladores e intervem de várias formas no capital, quer seja incentivando, regulando e estabelecendo normas, leis e critérios para o desenvolvimento da economia.

Os agentes econômicos (família, empresas e governo) são abordados de forma individual na Microeconomia, enquanto que na Macroeconomia se estudam os aspectos globais que afetam todos os agentes econômicos.

Porque a economia é considerada uma ciência social?

A economia pode ser considerada uma ciência social aplicada? O que se estuda em termos de economia mo contexto da ciência social?

A economia é uma ciência que estuda o mecanismo de funcionamento do modelo capitalista tento em vista o comportamento do homem como um ser econômico e racional e por isto ela pode ser considerada uma ciência social.

A economia busca gerenciar da melhor forma possível a administração de um recurso escasso, visando a melhor forma possível de seu aproveitamento nos mais diversos fins e possibilidades ao qual ele pode se destinar.

A economia é uma ciência complexa e possui diversos jargões e variáveis nem sempre conhecidos por grande parte da população, mas que são próprias de sua ciência, expressões como “commodities, mercado futuro, elasticidade da demanda” causam estranhamento quando ouvidas pela primeira vez .

Apesar de envolver diversas variáveis que podem ser conhecidas e aprofundadas por meio do estudo, para facilitar a compreensão dos objetivos e mecanismos de funcionamento da economia podemos resumir os 3 principais problemas básicos dos quais a economia se ocupa em:

1) O quê produzir e quanto produzir?

2) Como produzir com eficiência?

3) E quem vai comprar o que foi produzido?

Qual país mais rico do mundo em termos de economia?

De todos os países do mundo, sempre há um país que se destaca em alguma coisa específica, como o Brasil no futebol, a França na culinária, Israel na religião e assim por diante. No aspecto econômico, qual país mais rico do mundo em termos de economia? Seria os Estados Unidos?

Sim, os Estados Unidos é atualmente o país mais rico do mundo em termos de economia. Ele não só é o mais rico como é muito mais rico que o segundo colocado, a China, por exemplo. Para ter uma ideia basta observar o PIB que é o Produto Interno Bruto das 10 maiores economias do mundo para perceber isso. Veja a tabela abaixo:

PosiçãoPaísPIB (milhões de dólares)
1Estados Unidos15.653.366
2China8.250.241
3Japão5.984.390
4Alemanha3.336.651
5França2.580.423
6Reuno Unido2.433.779
7Brasil2.425.052
8Itália1.980.448
9Rússia1.953.555
10Índia1.946.765

Fonte: FMI / Wikipedia

Como pode ser observado nos dados acima que é do Fundo Monetário Internacional e tem o ano de 2012 como referência, o PIB dos Estados Unidos é quase o dobro da China e aproximadamente 6,5 vezes maior do que o do Brasil. É verdade que a China vem crescendo muito, mas ainda está longe de ameaçar a hegemonia americana em termos de riqueza.

Outra comparação que pode ser feita é entre Estados Unidos e União Europeia e neste caso este último leva pequena vantagem, já que o PIB da União Europeia é de aproximadamente USD 17.070.011 contra os 15.653.366.

Por Redação e Maria Luisa Marques Vasconcelos


Veja também: