ConhecimentoGeral

// Definição, referências, fotos e vídeos de termos e assuntos de conhecimento geral //


Sara, Duquesa de Iorque: Informações, fotos e vídeos


Sara, Duquesa de Iorque (nome completo em inglês: Sarah Margaret Ferguson; Londres, 15 de outubro de 1959), é uma aristocrata, escritora e produtora britânica. De 1986 até 1996, foi a esposa do Príncipe André, Duque de Iorque, terceiro filho da Rainha Isabel II do Reino Unido e do Príncipe Filipe, Duque de Edimburgo.

Ela foi criada em Dummer, Hampshire, e frequentou o Queen’s Secretarial College. Mais tarde, ela trabalhou para empresas de relações públicas em Londres, e depois para uma editora. Ferguson iniciou um relacionamento com o Príncipe André em 1985, e eles se casaram em 23 de julho de 1986 na Abadia de Westminster. O casal tem duas filhas, as princesas Beatriz e Eugénia. Seu casamento, a separação em 1992 e o divórcio em 1996, atraíram muita cobertura da mídia.

Tanto durante como depois de seu casamento, Sara esteve envolvida com várias instituições de caridade como patrona e porta-voz. Seu trabalho de caridade gira principalmente em torno da ajuda a pacientes com câncer e crianças. Ela tem sido a patrocinadora do Teenage Cancer Trust desde 1990 e fundou a Children in Crisis (Crianças em Crise). Nos anos após seu divórcio, Sara foi centro de escândalos que afetaram seu relacionamento com a família real, mas ela tem aparecido em vários eventos reais nos últimos anos. Ela é autora de vários livros para crianças e adultos e trabalhou como produtora de filmes e personalidades para TV.

Infância e adolescência

Sara Margarida Ferguson (Sarah Margaret Ferguson) nasceu em 15 de outubro de 1959 no London Welbeck Hospital, em Londres. Ela é a segunda filha do Major Ronald Ferguson (1931–2003) e Susan Barrantes (nascida Wright; 1937–1998). Depois que os pais de Ferguson se divorciaram em 1974, sua mãe se casou com o jogador de pólo Héctor Barrantes em 1975 e se mudou para Trenque Lauquen nos pampas argentinos. Sara ficou na Dummer Down Farm de 480 acres (1,9 km2) em Dummer, Hampshire, a casa de seu pai desde os 8 anos de idade. O major Ferguson casou-se com Susan Deptford em 1976 e teve mais três filhos: Andrew, Alice e Elizabeth. Sara mencionou mais tarde que aos 12 anos, quando o casamento de seus pais começou a desmoronar, ela desenvolveu um distúrbio alimentar e “começou a comer demais por conforto”. Conhecida informalmente como “Fergie”, ela uma vez descreveu sua família como “nobres com um pouco de dinheiro antigo”. Ela é descendente do rei Carlos II da Inglaterra através de três de seus filhos ilegítimos: Carlos Lennox, 1.º Duque de Richmond; Jaime Scott, 1.º Duque de Monmouth; e Anne Lennard, Condessa de Sussex.

Ferguson frequentou a Daneshill School, Stratfield Turgis. A equipe da escola a descreveu como uma “menina corajosa, borbulhante e extrovertida”. Ela então frequentou a Hurst Lodge School em Ascot. Ela não brilhou academicamente, mas mostrou talento na natação e no tênis. Em uma idade jovem, ela desenvolveu um interesse em esqui e mais tarde trabalhou brevemente como uma garota de chalé. Depois de terminar um curso no Queen’s Secretarial College aos dezoito anos, Ferguson foi trabalhar para uma galeria de arte. Mais tarde, ela trabalhou em duas empresas de relações públicas em Londres, e depois para uma editora. Durante sua juventude ela namorou Kim Smith-Bingham, um corretor da bolsa, e Paddy McNally, um gerente de automobilismo mais de 20 anos mais velho que ela.

Casamento com Príncipe André

O Príncipe André conhecia Ferguson desde a infância, e eles se encontraram ocasionalmente em partidas de pólo, e se reencontraram no Royal Ascot em 1985. Também antes de seu noivado, Ferguson acompanhou Diana, Princesa de Gales, durante sua viagem oficial ao navio HMS Brazen de André. Em 18 de março de 1986, os dois anunciaram o noivado. O próprio Príncipe André desenhou o anel de noivado para Sara. Consistia em dez diamantes em torno de um rubi birmanês. Ele escolheu o rubi birmanês para complementar o cabelo ruivo de Sara. Com seu espírito divertido e abordagem amigável, ela foi inicialmente considerada uma boa adição à família real.

Depois de obter o consentimento da Rainha, André e Sara se casaram na Abadia de Westminster em 23 de julho de 1986. A Rainha concedeu o título de Duque de Iorque para André e, como sua nova esposa, Sara assumiu automaticamente o status real e ducal do marido e tornou-se “Sua Alteza Real a Duquesa de Iorque”. Como Duquesa de Iorque, Sara se juntou ao marido na realização de compromissos reais, incluindo visitas oficiais ao exterior.

O casal tornou-se pais em 8 de agosto de 1988, com o nascimento de sua filha, Beatriz. Sara sofria de pressão alta e retenção excessiva de água durante a gravidez. Em setembro, Sara se juntou ao marido na Austrália para uma visita oficial. Sua decisão de deixar sua filha recém-nascida em casa no Reino Unido enquanto ela estava em turnê pelo país trouxe críticas da imprensa e da mídia. Sua segunda criança, outra filha, Eugénia, nasceu em 23 de março de 1990 por cesariana.

Devido aos deveres reais e militares o príncipe, pouco estava com a Fergie, que afirmou estar com marido 40 dias por ano, especialmente em acontecimentos reais.

Durante seu casamento, a imprensa tablóide ridicularizou a Duquesa de Iorque depois que seu peso subir para 100 kg, rotulando-a de “Duquesa de Porco” e “Fergie Gorda”. Sara mais tarde discutiu o efeito negativo das histórias da imprensa sobre seu peso em sua auto-estima e acrescentou que elas pioraram seu distúrbio alimentar.

Separação e divórcio

Em agosto de 1992, o tabloide britânico Daily Mirror publicou em sua primeira página fotos clandestinas da duquesa tomando sol de topless, sentada ao lado de John Bryan, um financista americano. O escândalo, dada a promiscuidade das fotografias, que retratavam Sara em atitudes íntimas com o homem, definitivamente minou sua já rachada relação com a família real. Após quatro anos de separação, em maio de 1996, o Duque e a Duquesa de Iorque anunciaram o divórcio oficialmente.

Após o divórcio, oficializado em 30 de maio de 1996, e a elaboração de cartas patente, que regulam títulos reais em caso de anulação do casamento, Sara perdeu o estilo de Alteza Real e os títulos de seu marido, e assumiu seu nome atual, Sara, Duquesa de Iorque, juntamente com as honras devido a um membro da família real britânica. Como tal, Sara ainda participa de algumas cerimônias oficiais com suas filhas, particularmente aquelas relativas ao Duque de Iorque.

Fonte e artigo completo: Wikipedia (CC-BY)







 

2023 | ConhecimentoGeral
Disponibilizado nos termos da licença Creative Commons: Atribuição - Compartilhada Igual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0)

Tempo de execução: 0.04 segundos