Número e código Swift e IBAN do Bradesco, Santander e Itaú

Veja neste artigo qual é o número e código Swift e IBAN dos bancos Bradesco, Santander Brasil e Itaú . Como são usados esses códigos nos bancos para transferência de valores para bancos internacionais.

» Página Inicial

Já precisou receber um dinheiro estrangeiro, porém não soube como proceder? Essa é uma situação que parece nova ou difícil de acontecer, porém não é bem assim. Imagina se você está em uma viagem e precisa receber um valor de um amigo, parente ou ainda, se acaso você participa de algum desses programas de afiliados, eles normalmente fazem esse tipo de procedimento.

Existem algumas formas de realizar essas transferência de pagamento através de sistemas pela internet como, por exemplo, a rede do Paypal, que é muito famosa nesse ramo. Entretanto, este é um sistema válido, mas quem nem todas as pessoas sabem utilizar ou gostam deles. Há aqueles que preferem receber o valor de pagamento em suas contas bancárias, pois assim é mais fácil.

Diferentemente de um DOC ou de uma transferência normal entre bancos, as informações para depósitos em contas estrangeiras são mais especificas e nem sempre os bancos querem oferecer as dicas de passo a passo.

Como uma transferência que se realiza aqui no Brasil, você irá necessitar de alguns documentos para concretizar a transação. É preciso ter em mãos o nome completo da pessoa, o número correto do banco, saber a agência e a conta, o CPF e, por fim, alguns números de códigos pouco conhecidos. Esses códigos são o Swift e o IBAN. Quer saber mais sobre eles, continue lendo o post para adquirir mais informações.

 IBAN e Swift

A sigla IBAN se refere ao Número Internacional de Conta Bancária. Este é um código reconhecido internacionalmente, na realidade ele é um padrão entre os bancos para que seja feita uma transferência. Ele serve para a realização deste procedimento entre contas de bancos de países diferentes. O IBAN é um sistema que foi desenvolvido pelos europeus, de início para facilitar alguns pagamentos realizados dentro da antiga União Europeia.

Ele é composto por uma numeração na qual tem o código do país, dois dígitos para a verificação e em seguida vem uma sequência de trinta números e letras juntamente com a conta de quem ordenou o pagamento ou de quem se beneficiará com o valor.

Swift e IBAN

Swift já tem um outro sentido de uso, porém também é um código. Ele tem a atuação como uma espécie de rede de comunicação que interliga as instituições financeiras do mundo todo. As informações entre bancos são trocadas de um jeito seguro e muito confiável. Entre os dois códigos citados, o mais utilizado nos países é o Swift, porém o IBAN mais aplicado em situações de transferência para a Europa.

O código SWIFT do banco Itaú é: ITAUBRSP. Já o SWIFT do banco Bradesco é: BBDEBRSPSPO. O Santander Brasil tem vários códigos SWIFT, talvez pelo fato do banco ser formado por várias fusões de outros bancos. Segue alguns códigos: BSCHBRSPGEB, BSCHBRSPBKR e BSCHBRSPSPO.

Você poderá consultar códigos desses e outros bancos neste link: https://transferwise.com/br/swift-codes/

O IBAN é gerado para cada conta em específico, então, entre no Internet Banking e veja se existe a opção para você gerar, caso contrário, entre em contato com a sua agência.

Como são usados esses códigos nos bancos do Bradesco, Itaú e Santander

Por ser um código padronizado ele possui uma sistema parecido em todos os bancos, inclusive desses três citados, Bradesco, Itaú e Santander. Para conseguir o código de cada um deles basta você cria-lo durante o processo de transferência.

Como foi dito no IBAN são cerca de trinta números, mesclando números e letras do alfabeto. Pois bem, nos dois primeiros dígitos, é preciso colocar o número do código do país, pode ser as letras também. Em seguida, inserir dois números de verificação entre 02 até 98.

Depois virão oito números relacionados ao identificador correspondente à instituição bancária. Cinco dígitos referentes a agência de banco, porém sem colocar o dígito no final; dez caracteres relacionados a conta de quem irá se beneficiar com o valor. Um caráter do tipo de sua conta e outro para identificar o titular.

O do Swift é bem mais simples de gerar o código. São entre oito a onze números que compõem o código de utilização para transferência. Será a seguinte sequência que você deve elaborar: quatro letras relacionados ao Banco, duas letras do País, duas correspondente ao Estado Sede e três da cidade, sendo este dois últimos alfanuméricos.

Estou com dificuldades em criar meu código

Apesar de ser algo aparentemente fácil de ser feito, algumas pessoas sentem dificuldades em criar o código seja no IBAN quanto Swift, devido a quantidade de caracteres alfanuméricos exigido.

Pensando sobre essa dificuldade, existe alguns sites pela internet que te ajudam a montar de forma correta o seu código para uso em transferências. Dessa maneira, você não se preocupará com nada.


 
Veja também: