Tipos de logística: de suprimento, de produção, de distribuição e reversa

Perguntas e respostas sobre tipos de logística e quais os seus principais objetivos. Sua classificação em suprimento, distribuição, reversa e produção. Qual a sua importância para a sociedade?

» Página Inicial

O que é logística?

A logística planeja, executa e controla toda a movimentação e armazenamento de materiais de uma empresa, com garantia de prazo de validade e entrega, quantidades necessárias etc.

Ela é fundamental para o funcionamento de um país e em caso de pane ou problemas neste sistema, toda a cadeia produtivo poderá ser afetada seriamente.

Um bom exemplo disso, foi a greve dos caminhoneiros de maio de 2018, já que depois de vários dias parados voltou combustível nos postos de gasolina e parou parte da frota de carros e outros automóveis, obrigando a suspensão de linhas de ônibus, cancelamento de voos, suspensão de aulas e muitas empresas chegaram a parar a produção por falta de matéria prima.

A área de logística é encarregada do controle de muitas atividades, que são divididas em quatro tipos:

Suprimentos

É o processo básico da logística, já que planeja e gerencia os materiais que são necessários para a fabricação de um produto (matéria-prima), mercadorias e materiais essenciais.

Ela garante que a quantidade de suprimentos esteja de acordo com a demanda, inclusive fazendo pesquisas para melhores preços de compra e qualidade do material adquirido.

A logística de suprimentos faz a estocagem e preservação de material, requisita os produtos, dá o fornecimento interno para a empresa, controla o uso dos funcionários, descarta o material quando finalizado e gere todos os processos administrativos desses materiais.

De produção

A logística de produção cuida do processo da confecção e disponibilidade do produto para o mercado, abrangendo todas as esferas internas da empresa. Ela controla o fluxo de materiais dentro da fábrica e da empresa, faz sua armazenagem intermediária, abastece os postos de trabalho e emite a expedição do produto finalizado.

Ela avalia a previsão de demanda externa, com as condições apresentadas pelo mercado, criando um planejamento de longo, médio e curto prazo.

Reversa

Esse tipo de logística tem um estreito laço com a sustentabilidade e a ecologia, já que seu processo é de recuperar suprimentos e materiais, para reintegrar a mercadoria ao estoque.

Suas ações são amplas, inclusive impedir que um material que cause danos à natureza, seja inutilizado de forma errada, dando um destino adequado a ele. Ela evita que haja contaminação do meio ambiente e ainda cria uma economia, já que se há reutilização de material, há menos consumo de matéria-prima.

De distribuição

containers no porto

Seu principal objetivo é ter a quantidade certa de mercadorias e material no estoque, com o equilíbrio entre o tempo e o lugar corretos. Cuida da distribuição do material armazenado, por meio do acompanhamento do estoque e monitoramento de sua utilização.

Ela é subdividida em:

Toda a cadeia logística é importante, mas como citado no início, a distribuição é vital, pois ela pode parar o país inteiro em caso de interrupção e isto causa grandes transtornos à população, como foi observado com a greve dos caminhoneiros em maio de 2018.

Abaixo um resumo da matéria "Recursos Patrimoniais e Logístico" que tive na faculdade.

Basicamente, não há muita coisa complicada em logística, tudo parece ser um pouco obvio e de fácil compreensão. A disciplina foca inicialmente o conceito de logística que é a função que estuda a melhor maneira de facilitar o fluxo de produtos entre produtores e consumidores.

Como conteúdo de Recursos Patrimoniais e Logísticos, são abordados os seguintes assuntos:

Outros aspectos analisados também são os tipos de demanda: permanente, irregular, derivada, em declínio e sazonal. Achei bastante relevante estes itens do ponto de vista de Sistemas de Informação.

Como disse acima, a disciplina Logística é bem tranquila, porém, alguns termos podem ser desconhecidos e bom você ficar atento. Vou mostrar alguns:

Curva ABC

A Curva ABC diz que 20% dos produtos representam 80% do faturamento e que 80% dos produtos comercializados, movimentam apenas 20% do volume financeiro. Este conceito foi criado pelo sociólogo e economista italiano Vilfredo Pareto, também conhecido como princípio de pareto (https://pt.wikipedia.org/wiki/Principio_de_Pareto).

Just-in-time

Just-in-time é um processo que procura não trabalhar com estoque, ou seja, a intenção e suprir a linha de produção usando o menor estoque possível. Isto é possível ou mais facilmente aplicado em processos com demanda conhecida, estável e com tempo de reposição curto.

MRP

Vem da sigla “material requiriment planning” ou  planejamento das necessidades de materiais. É uma ferramenta usada quando componentes podem ser usados  em vários produtos e assim controlar  a quantidade que cada um deve usar.

Trade OFF

Trade off é usado na logística como tomada de decisão sobre qual meio de transporte usar para determinados produtos. Esta decisão não leva em conta apenas o custo do frete, mas um conjunto de itens que irão determinar o caminho mais econômico.

Para finalizar temos: Logística e recursos patrimoniais, que define a operação do sistema logístico e a Gestão de recursos patrimoniais.

Bem, a aplicabilidade desta disciplina em sistemas de informação é bem grande e os conceitos logísticos devem ser bem avaliados em um projeto de sistema. Agora, a teoria é uma coisa, a prática é outra. Em sistemas de informação o que conta é a prática, ou não?

Por Redação, Maria Luisa Marques Vasconcelos e Redaweb


Veja também: