Como organizar o orçamento doméstico, familiar ou pessoal?

A participação da família é fundamental e todos podem fazer a sua parte. Com o envolvimento, fica mais fácil estabelecer metas e colaborar com o corte de despesas.

» Página Inicial

Para conseguir poupar e atingir uma situação financeira melhor para realizar os objetivos é necessário organizar o seu orçamento.

Como organizar o orçamento doméstico ou familiar

A primeira coisa a fazer é uma análise das finanças da família apresentando todos os gastos e rendimentos de todas as pessoas que fazem parte da vida financeira doméstica, registrando tudo com precisão, para que saber o quanto dinheiro entra e o quanto está sendo gasto.

orçamento doméstico

Todas as despesas precisam ser anotadas detalhadamente, pois isso é essencial para conseguir um real controle e melhora no uso de seu dinheiro. Afinal, o seu objetivo é ter uma vida melhor, conseguindo o que deseja e uma vida financeira mais satisfatória.

Sempre mantenha em mente, que poderá escolher a melhor forma que convier, tendo o auxílio de aplicativos para o celular, uma planilha ou até mesmo um caderno com anotações.

O segundo passo é fazer cortes e diminuir os gastos com coisas desnecessárias, pois na maioria das vezes, é possível reduzir os gastos em 30%. São as pequenas despesas que levam aos excessos. Sempre é preciso se questionar sobre o que é necessário para a minha vida diária, com uma boa avaliação do que é gasto sem necessidade.

Como terceiro passo, crie projetos de curto, médio e longo prazo, como comprar um carro ou fazer uma viagem. É preciso realizar um cálculo sobre o quanto irá custar cada um desses projetos e quanto tempo vai demorar para alcança-los, e quais são as outras coisas que quer. Mas cuidado para não gastar todo o dinheiro poupado para cuidar de desejos imediatos, que atrapalham a realização dos objetivos maiores.

Por fim, a quarta coisa a fazer é aplicar o dinheiro, conforme o prazo de cada objetivo.

Dicas

A participação da família é fundamental e todos podem fazer a sua parte. Com o envolvimento, fica mais fácil estabelecer metas e colaborar com o corte de despesas.

Orçamento pessoal

Quando uma pessoa possui sonhos, mas não sobra dinheiro, o problema pode ser uma má administração do orçamento pessoal. Ele pode ser facilmente resolvido, por meio de algumas ações mais práticas e simples de organização.

Com algumas atitudes, é possível conseguir cortar gastos desnecessários e parando com os desperdícios, com uma renda que seja aproveitada da melhor forma.

Como organizar o orçamento pessoal

  1. A primeira coisa que deve fazer, é tomar o controle, separando o valor de todas as despesas e receitas. Coloque os números exatos de cada entrada e saída de dinheiro da forma mais detalhadamente para entender a dinâmica das suas finanças.
  2. Segundo, crie uma planilha ou use um aplicativo para anotar tudo para conseguir o controle. Com as essas ferramentas, você poderá tranquilamente criar categorias, fazer resumos e cálculos de forma automatizada e organizar gráficos. É desse jeito que poderá avaliar onde o dinheiro está sendo gasto e como ele poderia ser empregado.
  3. Em terceiro lugar, separe os gastos em categorias, de acordo com a sua importância. Enumere as despesas por importância, mas que podem ser cortados no caso de uma emergência. E, por último, anote tudo o que é supérfluo.
  4. Em quarto, evite gastar dinheiro com refeições na rua, pois esse é um hábito que pode atrapalhar o orçamento pessoal. Sai mais caro comer fora do que preparar a própria comida. Por isso, procure fazer pequenos lanches para comer no trabalho ao invés de ir a bares ou padarias. Além de economizar, o estilo de vida se torna mais saudável, com os cuidados adequados para a saúde.
  5. A quinta etapa é começar a investir o dinheiro que foi guardado. O dinheiro precisa ser guardado de forma segura e constante para não deixar espaço para gastos desnecessários, e converter as economias em um resultado direto e palpável.
  6. Em sexto, faça uma reserva para possíveis emergências, com gastos que não foram previstos e sem atrapalhar o dinheiro que ganha todo mês. O recomendado é fazer investimento em algum produto que ofereça liquidez. Assim, poderá tirar parte da quantia investida quando precisar lidar com alguma despesa de emergência.
  7. Por fim, acompanhe o planejamento conseguir um equilíbrio, acompanhando as receitas e despesas mensais e avaliar ver se está seguindo o planejamento.


 
Veja também: